• Português
  • English

managing skills

A Economia Digital como eixo do Marketing Territorial

A Economia Digital como eixo do Marketing Territorial

By on Nov 21, 2018 in destaque, Notícias | 0 comments

Conferência apoiada pela NYB Comunicação e Marketing

Abrantes, dia 29 de novembro de 2018

A excelente qualidade das redes de comunicação digital no Interior e Centro do país, aliada aos custos globais mais baixos, constitui uma janela de oportunidade para atrair e fixar população e empresas cuja atividade assente, ou possa desenvolver-se, com base na Economia Digital (incluindo um vasto leque de atividades na áera das Industrias Criativas).

Existem condições no Interior do país para dinamizar um modelo económico com mais futuro, maior atratividade para as gerações mais jovens e com um potencial de globalização que as redes digitais naturalmente oferecem.

Numa sociedade livre, caracterizada por uma economia de mercado, deverá ser possível articular políticas de desenvolvimento do território com condições e vantagens competitivas capazes de atrair agentes económicos e sociais.

Em articulação com as Instituições de Ensino Superior, pode identificar-se um importante eixo de produção de conhecimento, articulado com as empresas e com os polos de empreendedorismo de Universidades e Politécnicos.

Neste contexto, uma realidade nova está a surgir em torno do eixo da A23, permitindo identificar a constituição de uma verdadeira rede de pontos estratégicos assentes em projetos digitais e cuja população é servida pela artéria física que é esta autoestrada. Atualmente podem destacar-se, a título de exmeplo, alguns marcos desta nova matriz económica e social: Covilhã (UBI, Datacenter da PT/Altice, et.al.), Fundão (Altran, et al), Abrantes (ESTA, Compta, et al), Tomar (IPT, Softinsa/IBM).

O Marketing Territorial deve ser perspetivado como uma forma integrada de perceber, pensar e desenvolver os territórios: isto é, como uma abordagem estratégica e integradora das diferentes políticas de desenvolvimento territorial, em particular produzindo comportamento no sentido de atrair, fixar, reter ou afastar pessoas de um determinado território.

Como é que a Economia Digital pode então ser uma alavanca para alcançar os objetivos do Marketing Territorial e para o desenvolvimento sustentável do Interior de Portugal?

A conferência a realizar na ESTA procura contribuir para responder a esta questão, focando particularmente os seguintes aspetos:

» Fatores de competitividade do Interior na captação de investimentos na Economia Digital (custo/ benefício)

» Atratividade do Interior para jovens empreendedores

» Políticas de desenvolvimento assentes na Economia Digital»A Economia Digital como fator de atração e fixação de população jovem e qualificada

» O Interior português na perspetiva da Economia Digital Global

Mais informações em:

https://www.facebook.com/events/277701686218700/